domingo, 30 de outubro de 2011

Os 10 Melhores Filmes Sobre a Máfia


Sobre o termo “máfia”, o wikipédia diz o seguinte:
A Máfia surgiu no sul da Itália na época medieval. Seus membros eram lavradores arrendatários de terras pertencentes a poderosos senhores feudais. Mas eles pretendiam dividir essas terras e, para isso, começaram a depredar o gado e as plantações. Quem quisesse evitar esse vandalismo deveria fazer um acordo com a máfia. Da Itália, a indústria da “proteção forçada” se espalhou para o mundo inteiro, em especial para os EUA. Existem diversas máfias, sendo a mais conhecida a “Cosa Nostra” (em português “nosso assunto” ou “nossa coisa”), de origem siciliana.
Esta lista, é calcada em cima dos filmes hollywoodianos sobre a máfia italiana enraizada na América do Norte. Se fosse generalizar o termo, teria que incluir filmes brilhantes como Cidade de Deus, Os Infiltrados, Pulp Fiction
10. O Pagamento Final: A revista People chamou Carlito’s Way (titulo original) de “uma grande obra, visualmente espetacular, repleto de atuações brilhantes”. A rasgação de seda não é infundada e apesar de Al Pacino estar estupendo no papel do ex-chefão das drogas que tenta escapar do seu traiçoeiro passado, é Sean Penn quem rouba a cena no papel do advogado ultra-viciado em cocaína (as más linguas dizem que Penn atuava com perfeição por entrar no set realmente aspirado).
9. Bugsy: Competente drama que narra a saga de um dos mais famosos gangsters da história americana, Benjamin “Bugsy” Siegel (interpretado por Warren Beatty), um visionário que construiu o primeiro hotel-cassino em Las Vegas.
8. Donnie Brasco: Baseado em fatos reais, o título se refere ao nome que o agente Joe Pistone utiliza para se infiltrar na máfia onde “trabalhou” durante 7 anos, arranjando provas que serviram para condenar mais de 200 criminosos. Não fosse a presença de Al Pacino (como o gangster que inocentemente acolhe Brasco) e Johnny Depp (como o personagem título), este seria apenas mais um filme sobre a máfia. Mas a presença marcante da dupla central, garante qualidade suficiente para figurar nesta lista.
7. Os Intocáveis: o camaleônico DeNiro se transformou na versão definitiva de Al Capone no cinema e apesar de aparecer pouco, quando surge, rouba – literalmente – a cena de Elliot Ness (Kevin Costner) e seu grupo.
6. Cassino: Injustamente pisoteado na época em que foi lançado, Cassino não é comparável a outros triunfos do diretor Scorsese como Touro Indomável e Bons Companheiros, mas nem por isso deixa de ser um trabalho magistral. Utilizando narração em off hiperativa e edição ágil, o filme cria um painel da Las Vegas dos anos 70, quando a Máfia controlava o jogo, até o gradual surgimento das grandes corporações, que ficaram no lugar das quadrilhas e transformaram a cidade em uma Disneylandia para adultos.
5. Os Bons Companheiros: Baseado em uma história verídica, retratada no livro “Wise Guy” de Nicholas Pillegi, conta a história da organização através dos olhos de Henry Hill, norte-americano meio italiano, meio irlandês, e como ele se desenvolveu dentro da Máfia. Curiosidade: O baixinho Joe Pesci (que recebeu o Oscar de Melhor Ator Coadjuvante) usa a palavra “fuck” nada menos que 296 vezes durante o filme.
4. Era Uma Vez na América: DeNiro (DeNovo) sob a batuta do mestre italiano Sergio Leone. O filme conta cinco décadas de açoes criminosas em Nova York e a vida das pessoas por trás delas. Apesar da duração excessiva (229 minutos), vale a pena ser visto e revisto por se tratar de um clássico sem precedentes.
3. Scarface: Refilmagem do clássico homônimo de 1932, traz um Pacino “mutcho loco” no papel de Tony Montana, imigrante cubano que aliado a máfia italo-americana, se torna um chefão do tráfico de drogas na Miami dos anos 70. Curiosidade: a palavra “fuck” é usada aqui 182 vezes.
2. O Poderoso Chefão – Parte II: Tão brilhante quanto o primeiro, trata-se de um marco cinematográfico trazendo no elenco dois ícones do cinemão americano – Robert DeNiro e Al Pacino – que seriam responsáveis por grande parte da safra de filmes sobre mafiosos que invadiria os cinemas nos anos seguintes.
1. O Poderoso Chefão: Tudo já foi dito sobre esta obra-prima de Francis Ford Coppola baseado no best-seller de Mario Puzo

Nenhum comentário:

Postar um comentário

Related Posts Plugin for WordPress, Blogger...

Pesquisar este blog

Carregando...

Arquivo do blog